Desafio: você é capaz de não julgar por 24 horas?

Você já parou para pensar em quantas oportunidades você perdeu porque julgou algo ou alguém no momento errado? Ou quantas pessoas ótimas deixou de conhecer porque não soube não julgar quando deveria?

Se a resposta foi sim, saiba que você não está sozinho. Todos nós julgamos. Faz parte da natureza do nosso comportamento avaliar o mundo que está ao nosso redor. Mas também só depende de nós mesmos evitar que isso afete a nossa vida de forma negativa.

No mundo corporativo, esse tipo de julgamento se torna ainda mais comum, já que a aparência e os resultados ganham ainda mais importância. Por isso, depois que deixei de trabalhar nesse universo, uma das minhas metas foi rever alguns dos meus conceitos. E o “não julgar” começou a fazer parte do meu cotidiano.

“Mas Ligia, como você faz isso? Como não julgar o tempo todo?”. Não é uma tarefa tão simples. O mundo todo está, a todo o momento, pedindo que julguemos, que avaliemos, que selecionemos o que acreditamos ser bom ou não para nós.

Por isso, deixar de lado o julgamento pode ser uma tarefa que demandará tempo. Mas eu garanto a você que será recompensadora.

Os benefícios de não julgar

Para ajudar você nessa empreitada, fiz um vídeo com um passo a passo super rápido para você entrar no desafio agora e começar a julgar menos a partir de hoje! Dê o play e não se esqueça de se inscrever no nosso canal para não perder nenhuma novidade!

Um dos principais benefícios de não julgar tanto a tudo e a todos é que você se torna uma pessoa muito mais aberta a novas oportunidades e possibilidades. Outra grande vantagem de evitar o julgamento conscientemente é a chance de treinarmos diariamente a nossa capacidade de nos colocarmos no lugar do outro.

Frequentemente esquecemos que aquela pessoa, o alvo do nosso julgamento, é um ser humano assim como nós. Que tem medos, anseios e sonhos. E que pode ser negativamente afetado por esse nosso julgamento.

Aprender a apreciar quem o outro realmente é, à parte das aparências e do que ele supostamente representa, é um outro benefício de não julgar que eu aprecio muito. Quando entendemos o outro como o ser humano que ele é, nos tornamos pessoas melhores por ver no outro o que ele tem de melhor!

Você só será capaz de empreender com propósito ou de liderar a própria carreira a partir do momento que você tiver o foco em si próprio e não no outro!

 

E aí? Você topa o meu desafio de ficar 24 horas sem julgar? Deixe um “Eu topo!” para mim nos comentários aqui embaixo e vamos juntos fazer um mundo mais empático e menos julgador!

 

HUGS & KISSES

Ligia Costa

Atualizado em

Comentários

Faça parte do TGI Today