Empreendedorismo com propósito: você sabe o que é?

O empreendedorismo com propósito é um dos principais combustíveis aqui do Thank God It’s Today. Ele está presente no meu dia a dia, no trabalho que eu faço e em todo o conteúdo que passo para as outras pessoas.

Mas muitas vezes já passei pela situação de alguém me pedir conteúdos-base sobre o tema e eu não conseguir achar nenhum que fosse completo o suficiente.

Por isso, surgiu a ideia desse post. Ele vai ser um compilado de ideias que giram em torno do conceito de empreendedorismo com propósito, para tirar todas as suas principais dúvidas.

Ainda vou mostrar como tudo isso está alinhado às novas necessidades das pessoas no mundo em que vivemos hoje. Vamos lá?

O novo mundo pede novas pessoas

Antes de falar sobre o empreendedorismo com propósito, vou falar um pouco sobre o mundo que a gente vive hoje, porque foi esse mundo diferente que motivou o surgimento dessa movimentação que busca uma vida e um trabalho com mais significado.

Por mais que lá do espaço, bem de longe, o nosso planeta não pareça tão diferente das primeiras fotos que foram tiradas dele, aqui em baixo está tudo muito mudado desde então.

No aspecto mais macro, o impacto global das mudanças climáticas, por exemplo. Ele é apenas um dos fatores que fazem a gente perceber que precisa de um mundo novo, um mundo diferente.

E essa necessidade de mudança se reflete também nos espaços micro. Os desafios profissionais e pessoais que precisamos encarar todos os dias, por exemplo. Todos eles são muito diferentes do que os conflitos com os quais as gerações passadas precisavam lidar.

Os grandes inimigos da produtividade da maioria das pessoas hoje são o celular e as distrações que ele traz. Imaginem se essa era uma preocupação do século passado?

Se você quiser saber um pouco mais sobre tudo o que mudou nos últimos anos, é só dar o play no vídeo aí embaixo.

Antes, os empregos eram quase como um casamento, um contrato pensado para uma vida toda. Traziam estabilidade, o que era mais importante naquela época. Hoje, a sensação é de que voltamos a ser “nômades” em alguns aspectos.

É claro que ainda desejamos essa estabilidade, mas não a qualquer custo. Especialmente se o trabalho que nos torna estáveis não está alinhado ao que acreditamos. Por isso o empreendedorismo com propósito é a bola da vez.

Emprego ou trabalho?

Segundo um estudo recente da consultoria PwC, 50% dos postos de trabalho atuais podem deixar de existir até 2030. Mas o que isso significa na prática? Os empregos convencionais que muitas pessoas ocupam hoje já estão previstos para serem executados por máquinas futuramente.

A automação e a inteligência artificial já fazem parte do nosso dia a dia. Os filmes que a Netflix sugere para você de acordo com o seu gosto; as músicas que se encaixam perfeitamente no seu perfil do Spotify; os anúncios que parecem saber que você estava precisando comprar aquele item novo…

Tudo isso é automatizado. E a tendência é que o espaço que essa “robotização” ocupe só aumente.

É claro que muita gente vai preferir encarar todas essas mudanças e “extinções” de postos de trabalho de forma negativa. “Os robôs vão dominar o mundo!”, eles vão dizer.

Mas eu prefiro encarar tudo isso como oportunidade de deixarmos de lado o emprego convencional que não nos satisfaz mais para co-criar o nosso futuro com postos de trabalho que reflitam mais o nosso propósito.

Desemprego e uma nova postura

O desemprego generalizado também é uma realidade, não só do Brasil, mas do mundo. Em 2017, 12,7% da população do nosso país estava sem trabalhar. Eu também fui atingida pela onda de crise que vem afetando boa parte do mundo globalizado desde 2014.

Fui demitida do meu posto em uma grande corporação e por algum tempo fiquei sem entender qual era o caminho que devia tomar dali para frente. Foi quando entendi que precisava reinventar a minha vida, a minha postura e as minhas prioridades.

O emprego antigo me fazia perder tempo precioso com a minha família. Com a demissão, estar presente na vida das minhas filhas passou a ocupar os primeiros lugares de importância na minha lista de prioridades.

Eu precisava de um trabalho novo. Mas queria que ele me permitisse colocar tudo o que aprendi a serviço das pessoas. Que gerasse impacto positivo no mundo. Que me desse flexibilidade, mas que também gerasse lucro.

Ufa! No começo pareceu mesmo que eu estava pedindo demais que já existisse um posto no mercado de trabalho que preenchesse todos esses requisitos. E esse foi um dos motivos que me levou a criar esse posto, através do empreendedorismo com propósito.

Mas por que eu estou falando tudo isso antes de ir direto ao ponto? Porque, para entender como funciona o empreendedorismo com propósito, você precisa saber que o mundo não é mais o mesmo.

Que as necessidades são outras e que você não precisa mais esperar que surja o cargo da sua vida: você pode criá-lo você mesmo!


Leia mais:

Gente que inspira: “Adeus emprego, bem vindo ao trabalho!”

Multipotenciais: o futuro do trabalho é ser quem você é!


Afinal, o que é empreendedorismo com propósito?

Muita gente ainda morre de medo quando escuta a palavra “empreender” ou as palavras “negócio próprio”. Acabam pensando só nas dificuldades que ter o seu próprio empreendimento pode trazer.

Mas uma coisa eu garanto para você. Começar um negócio só pelo lucro financeiro pode mesmo trazer mais problemas do que soluções.

Não ter um propósito definido ao deixar de lado os cargos convencionais, na minha opinião, é o que faz com que seis em cada dez empresas no Brasil fechem antes de completarem 5 anos, segundo o IBGE.

E era nesse ponto que eu queria chegar. É aqui que vemos a necessidade real de transformar a maneira como empreendemos e intraempreendermos.

Com o empreendedorismo com propósito, você passa a encarar as dificuldades do caminho como desafios, não problemas.

As chances de desistir também diminuem porque você está fazendo algo por muito mais do que dinheiro. Por significado, propósito, qualidade de vida e impacto no seu entorno.

Definições

Por se tratar de uma conceituação ainda bem recente, não existe um consenso de como definimos o empreendedorismo com propósito.

Esse conceito já é muito conhecido e aplicado nos Estados Unidos, com o “entrepreneurship with purpose”. Tem muita gente falando sobre o assunto lá fora e aqui no Brasil também.

Se você quiser se aprofundar um pouco mais nessa conceituação de propósito, assista ao vídeo abaixo!

Listei 5 livros que podem ser fundamentais para você entender melhor esse universo.

Uma das frases que eu acredito que definem muito bem o empreendedorismo com propósito é a de que nenhuma empresa, qualquer que seja, pode ser realmente boa a não ser que esteja trabalhando para que a vida neste mundo seja melhor.

Colocar as suas habilidades a serviço das pessoas, para mim, é um dos grandes motores do empreendedorismo com propósito. Quando tive a ideia do Thank God It’s Today, essa era uma das coisas que não poderia faltar para mim.

Passar o que eu sei para as pessoas, de forma que elas também possam se beneficiar do meu conhecimento faz parte da minha filosofia de vida e do TGI Today.

Mudar o que eu conhecia sobre lucro e também querer impactar o meu entorno ao invés de apenas buscar dinheiro a qualquer custo é outro pilar do empreendedorismo com propósito que você não pode esquecer.

Tenha em mente que para empreender com propósito você precisa:

– Impactar o mundo de forma positiva com o seu negócio;

– Colocar seus talentos a serviço das pessoas para ajudá-las de alguma maneira;

– Buscar mais do que o lucro financeiro como objetivo final;

Por que o propósito é tão importante?

Por um tempo eu acho que todo mundo pensa que ter uma vida estável financeiramente vai ser o suficiente para viver plenamente. Afinal, não são poucos os que passam sufoco diariamente para fazer a conta fechar no final do mês.

Mas e quando o dinheiro só não basta? Quando você se pega com as contas todas pagas, mas não consegue ver mais sentido em acordar e se levantar da cama pela manhã, todos os dias?

Os índices de insatisfação no trabalho nunca foram tão altos. Um estudo recente aponta que 56% dos trabalhadores formais do país não estão felizes com a carreira atual. As pessoas querem mais do que apenas o salário caindo na conta mensalmente, mesmo que muitas delas ainda não tenham se dado conta disso.

Acreditar naquilo que você faz é essencial para que exista a motivação para fazê-lo sempre, especialmente nos momentos de crise e dificuldades. Se um funcionário não acredita no trabalho que faz, é muito alta a probabilidade de que ele não consiga – ou não queira – encontrar a melhor solução para uma crise no trabalho.

Mas o que faz do propósito o elemento que muda o resultado dessa equação? Quando vivemos guiados por uma motivação maior do que podemos enxergar no dia a dia, fica mais fácil não perder a direção quando tudo parece nos puxar para o caminho oposto.

Com um trabalho com significado, pessoas conseguem construir vidas mais satisfatórias. Quem é que nunca parou e se questionou: “O que é que eu estou fazendo aqui?” em um dia de trabalho qualquer?

A diferença entre uma pessoa que trabalha com propósito e uma que trabalha apenas visando o dinheiro é ter uma resposta certa e satisfatória para essa pergunta.

O propósito no empreendedorismo

O ser humano é o único animal que tem consciência complexa da própria existência – e da certeza de que um dia ela vai acabar.

Por isso, saber que o caminho que trilhamos tem e terá significado é um ponto crucial para que a gente consiga se manter andando. E isso vale para nossos desejos e aspirações pessoais e profissionais.

Mas o meu ponto aqui é como ter um propósito influencia a sua relação com o seu trabalho. Sabe aquela sensação boa de acordar com vontade de ir trabalhar que temos ao começar em um cargo ou empresa novos?

Esse sentimento se torna constante quando você vive o empreendedorismo com propósito. Você se levanta sabendo que toda a ação que executar naquele dia será buscando algo maior. Uma coisa que impacte na vida das pessoas de forma positiva, que dê a elas novas possibilidades, facilidades, uma forma melhor de se viver.

Todos temos a necessidade de aprovação e de motivação em nossa carreira. Quando trabalhamos sem um significado, é comum depender de um chefe, supervisor ou colega para ter essa validação.

Mas no empreendedorismo com propósito, a motivação passa a vir de nós mesmos, quando vemos o efeito positivo de todo o nosso trabalho na vida de alguém.

Para mim, esse combustível de saber que o meu trabalho realmente faz a diferença vem do sucesso das pessoas que passaram pelo TGI Today e pelo Business Academy.

Receber esse tipo de feedback está além do inspirador. É daquelas coisas que realmente dá o sentido que precisamos ao nosso trabalho todos os dias.

Ser empreendedor pode, sim, te oferecer esse tipo de retorno. Mas tem que ser um empreendedorismo com propósito.


Leia mais:

Multipotencialidade: a sua vida não precisa ter um rótulo

Gente que inspira: “Qual é a sua missão de vida?”


É possível, sim, trabalhar e ser feliz!

Lá em cima eu falei bastante que o nosso mundo mudou. Que poucas coisas continuam as mesmas. E isso também se aplica aos modelos econômicos.

Aquela ideia de um capitalismo selvagem, que só visa dinheiro, dinheiro e dinheiro, não se encaixa mais na vida de grande parte das pessoas.

Essa movimentação de um capitalismo mais consciente não é de hoje, mas tem ganhado mais força nos dias atuais.

Bill Gates, uma das mentes mais brilhantes de seu tempo, doou grande parte do seu dinheiro para instituições.

Abdicou do alto cargo na Microsoft, empresa que ele mesmo fundou, porque aquele ritmo de vida não fazia mais sentido para ele.

Você pode ver Bill e sua esposa, Melinda, falando sobre doar sua fortuna na entrevista que os dois deram para o TED, dê play no vídeo!

Muita gente ficou chocada na época. “Como assim ele vai deixar tudo o que construiu para trás?”, “Doar quase todo o dinheiro? Esse cara deve ser maluco!”.

O exemplo dele é um dos mais conhecidos, mas passa longe de ser o único. Quantos grandes executivos não estão revendo seus conceitos e prioridades e percebendo que ser CEO não basta para alcançar a plenitude na vida?

É claro que todos eles – e todos nós – ainda nos preocupamos com o dinheiro. Afinal, todos temos contas a pagar. Mas, a cada dia, o lucro financeiro deixa de ocupar sozinho o primeiro lugar da nossa lista de prioridades.

É um capitalismo mais consciente, que prioriza o propósito e o significado, não mais o dinheiro.

Lucro é só dinheiro?

Outra coisa que já não é mais a mesma é o que a gente entende como lucro. Até então, para a maioria, lucro era sinônimo de dinheiro.

Mas e se eu te disser que até isso está mudando? Hoje, muita gente está começando a entender que para que trabalhar, pagar as contas e ser feliz seja uma realidade, não podemos mais resumir o lucro ao que está na nossa conta bancária.

Você pode lucrar ao assistir uma palestra que te agregue conhecimentos sobre algo que você estava doido para aprender mais. Ou então, o lucro pode vir quando você busca seus filhos na escola e pode perguntar sobre o dia deles sem pressa.

Fiz um vídeo falando sobre essas novas formas de lucrar para além dos bens materiais. Dê o play para saber o que mais está na minha lista de novas formas de lucro!

E não, eu não estou dizendo que para ser feliz você precisa jogar tudo para o alto e viver da natureza (só se isso for parte do seu propósito e estilo de vida).

Uma parte super importante desse caminho de ter um negócio com propósito ou intraempreender com propósito é a possibilidade de elencar as suas prioridades.

Você pode decidir o que é mais importante na sua vida ao invés de deixar que os outros ditem o que deve vir primeiro (e, convenhamos, quase sempre vai ser o trabalho).

No empreendedorismo com propósito, temos o significado norteando nossas decisões, mas o retorno financeiro também precisa vir.

Negócios com significado, mas ainda negócios

A grande questão que sempre surge quando converso com as pessoas sobre empreendedorismo com propósito é: “Mas dá dinheiro?”.

E o que eu sempre respondo é que, apesar de ter o propósito como um guia indispensável, um empreendimento com significado continua sendo um empreendimento.

E para funcionar, precisa de estratégias pensadas para construir uma identidade de marca alinhada ao que você acredita.

É claro que é necessário construir o seu empreendimento com isso em mente desde o começo.

Fazer escolhas conscientes de fornecedores, funcionários e cultura empresarial são algumas das formas de passar o seu propósito através do seu negócio usando métodos já conhecidos.

Existem, inclusive, estratégias de marketing que, se bem utilizadas, podem ajudar a construir a imagem do seu empreendimento de forma que ela esteja constantemente refletindo o seu propósito e significado profissional.

Algumas das principais, que eu inclusive uso com frequência são:

1) Storytelling

O storytelling é exatamente o que a palavra diz: contar uma história. E diferentemente do que muita gente pensa, não é inventar uma história.

Use experiências da sua vida para engajar o seu público, seja em palestras, textos de blog, redes sociais ou e-mails. “A verdade vende”.

Ter acontecimentos reais para se inspirar vai motivar o seu público a fazer diferente, tornando-o mais engajado naquilo que você está oferecendo.

2) Fidelização humanizada

Ter uma estratégia de fidelização humanizada precisa de uma série de etapas. Para fazer com que os seus clientes se tornem também embaixadores da sua marca, é preciso que eles acreditem no propósito do seu negócio tanto quanto você.

Além disso, é importante que a satisfação e experiência do cliente estejam na sua lista de prioridades. E como alcançar isso? Cada negócio e empreendimento vai demandar uma técnica diferente.

Por isso, é essencial saber muito bem quem é o seu público, como ele se comporta, quais são os seus desejos, dores e dúvidas. Somente com um mapeamento completo é possível conhecer as demandas dos seus clientes e poder auxiliá-los através do seu propósito.

“Mas como eu começo a fazer isso, Ligia?”. Aqui entramos um pouco mais a fundo no meu propósito. Pensando em fazer com que cada vez mais pessoas construam suas próprias carreiras cheias de significado, eu desenvolvi o Business Academy.

Ele é um programa de aprendizado presencial e online que dá aos alunos as ferramentas necessárias para definir o seu momento de vida atual, seu propósito e construir ou reposicionar um empreendimento que reflita tudo aquilo em que acreditam.

Você pode conhecer mais sobre o programa acessando este link. [Adicionar link para a página de vendas]

3) Construção de marca premium

Quando o assunto é ter um empreendimento ou o próprio negócio, uma das preocupações mais frequentes é a precificação.

“Como dar um valor para o produto que eu vou oferecer?”, “Preciso colocar um preço menor do que meus concorrentes para ter chance de alavancar meu negócio no mercado?”, “O que levar em conta para chegar ao número final?”.

Todas essas são questões totalmente válidas e você terá, sim, que respondê-las eventualmente. Mas a dica que eu sempre dou quando o assunto é preço é buscar criar uma marca premium, para deixar de lado a competição sempre pelo preço mais baixo.

Quando estiver desenvolvendo o produto do seu empreendimento, busque sempre agregar a ele valores que vão além do preço estipulado.

Adicione ao seu produto coisas que nunca poderiam ser adquiridas em outro lugar, porque fazem parte da sua marca pessoal, impressa no que está sendo oferecido.

Tenho um webinário gratuito super completo sobre esse tema. Se você quiser se aprofundar nele para desenvolver uma sua marca premium, pode baixá-lo clicando aqui.

Como ser um motor do empreendedorismo com propósito?

Ficou com vontade de fazer parte do grupo de pessoas que desenvolve o empreendedorismo com propósito? Não sabe como começar? Vem que eu te dou uma mãozinha!

Intraempreendedorismo

Existem algumas maneiras de desenvolver o empreendedorismo com propósito mesmo que você trabalhe no mundo corporativo. E você não precisa deixar o seu emprego atual de lado para colocar em prática tudo o que eu te ensinei nesse post.

Essa forma de empreender é conhecida como intraempreendedorismo, que pode ser praticada internamente, dentro das corporações.

Muitas empresas estão tomando a frente e oferecendo aos seus funcionários palestras sobre protagonismo, liderança e propósito. Tudo isso visando despertar no corpo de empregados a consciência de que cada um é o grande responsável pela própria carreira.

Empresas já não são mais paternalistas e não querem ser vistas como “cabides de emprego”. Pelo contrário, os profissionais precisam ter clareza de seus pontos fortes, dos seus fatores motivacionais e serem geradores de negócio, independentemente do cargo. Atitude protagonista tem sido cada vez mais valorizada

E isso independe de estar ou não construindo um empreendimento independente. Você pode ser um motor do intraempreendedorismo com propósito buscando o significado naquilo que faz todos os dias na empresa.

Trabalhando para melhorar os resultados porque acredita que esse objetivo final vai trazer benefícios não somente para a companhia, mas para o cliente final e os funcionários.

Tomar as rédeas da própria carreira nem de longe precisa significar pedir demissão. Você pode, sim, empreender com propósito no seu cargo atual. Pratique atitudes de liderança, busque o protagonismo.

Transição de carreira para empreender

Mas e quando a função que você executa atualmente não faz mais sentido quando você pensa no estilo de vida que quer levar? O que fazer?

Um dos caminhos é criar o seu próprio empreendimento. Ainda assim, não significa que você precisa abandonar tudo de uma vez não, hein?

Este slideshow necessita de JavaScript.

A transição de carreira é super comum nesses casos e pode ser a opção que você estava buscando. Leia o nosso texto para saber mais sobre conciliar essas duas possibilidades!

Eu bem sei como começar um negócio do zero pode ser difícil, especial nas etapas iniciais de definir coisas mais abstratas.

Por isso, esse aqui agora é o nosso momento inspiração. Quero compartilhar com você histórias de pessoas que se jogaram na possibilidade de empreender com propósito e, com um empurrão do Business Academy, foram super bem sucedidas!

O Eduardo é nutricionista e reposicionou o seu negócio, o Alimente Saúde. Hoje, a fanpage dele tem quase 30 mil curtidas e ele, com o seu propósito, ajuda pessoas a terem uma alimentação mais saudável e a terem muito mais qualidade de vida.

A Viviane sempre gostou de organizar e arrumar tudo e decidiu transformar isso em um negócio que desse a ela a satisfação que faltava na rotina de secretária. Criou o Anjo Cabideiro e hoje é uma personal organizer.

Uma das vocações da Flávia sempre foi a pediatria. Mas descobrindo o empreendedorismo com propósito, ela foi capaz de intraempreender e mudar a forma como atender seus pacientes. Deixou a mesa de lado e trouxe o melhor da sua habilidade de empatia para o consultório.

4 dicas para se tornar um motor do empreendedorismo com propósito

Eu adoro práticas e por isso vou deixar aqui para você, que leu até o fim, 4 dicas que você pode colocar em ação agora para se tornar parte do movimento do empreendedorismo com propósito!

1) Saiba no que você é bom

E quando eu falo em “ser bom” não significa apenas talento nato, aquela história de “dom” que nasceu com você.

Depois de praticar tanto a mentalidade de aprendizagem, a gente deixa de lado essa ideia de que uma habilidade não pode ser aprendida.

Conheça seus pontos fortes, aquilo que você faz e tem de melhor. Uma dica é procurar nos seus hobbies essas habilidades. Muitas vezes elas ficam escondidas em nossos momentos de lazer, por isso vale a pena prestar mais atenção neles.

Quando você tem clareza daquilo que faz de melhor, fica mais simples listar as possibilidades de negócio ou os segmentos em que pode investir mais tempo e energia no seu trabalho atual para ser o protagonista da sua carreira.

2) Descubra como trazer o seu talento para o mercado

Como eu disse lá em cima, um negócio com propósito prioriza o significado, mas ainda é um negócio. Por isso, é muito importante saber diferenciar aquilo que você gosta de fazer por hobby e uma ideia que realmente pode se transformar em um modelo de negócio.

Neste ponto, vale fazer uma pesquisa de demanda para alinhar aquilo que você acredita ser uma ideia de negócio com o que está sendo procurado no setor.

Pode ser uma pesquisa simples, um boca-a-boca ou até uma pesquisa de mercado mais completa. O importante é saber se e como o seu talento será colocado a serviço das pessoas de maneira que ainda traga retorno financeiro para você.

3) Trace metas possíveis

É claro que quando nos perguntam onde queremos estar daqui há 5 ou 10 anos, a nossa vontade é responder coisas como “viajando o mundo”, “estável financeiramente” e até “muito rico”.

Ter esses objetivos macro é super importante, mas é importante evitar que eles não fiquem apenas no território dos sonhos. E como fazer isso? Traçando metas executáveis e possíveis para atingir cada um deles.

Uma técnica que é super utilizada porque tem um grande estímulo sensorial é a do vision board, ou quadro de visão. Fiz um tutorial Do It Yourself (DIY) para você construir o seu! Confere o vídeo no YouTube clicando aqui.

4) Organize-se

Tem muita gente que ainda subestima o poder da organização na hora de concluir projetos e atingir metas. 

Se você quiser ir além, o autoconhecimento é fundamental. Se não sabe por onde começar, vou te dar algumas dicas. Acesse os nossos posts sobre autoconhecimento e sobre inteligência emocional no mundo corporativo!

Não seja uma delas! Uma agenda semanal bem organizada vai fazer toda a diferença na hora de você entrar no universo do empreendedorismo com propósito! Especialmente se decidir passar por uma transição de carreira antes.

Use os métodos que preferir. Agenda de papel ou digital, planners, lembretes na geladeira, Post-its®, o que funcionar melhor.

Só não deixe de se planejar. Essa estruturação vai ser fundamental para o sucesso dessa nova empreitada no empreendedorismo com propósito.


Ufa! Espero que esse conteúdo seja tão valioso para você aplicá-lo quanto foi para mim produzi-lo!

Se você quer ir além e construir o seu negócio com propósito, inscreva-se no Business Academy! Acesse a página do programa para saber mais ou peça o conteúdo programático através do e-mail para contato@tgitoday.com.br!

Hugs & Kisses

Ligia Costa

Atualizado em

Comentários


Lígia Costa é empresária e especialista em planejamento.

LIGIA COSTA

Sou formada em Marketing pela Universidade Mackenzie, pós-graduada em Gestão Organizacional e em Relações Públicas pela Universidade de São Paulo (USP).

Saiba mais

Você está aqui porque acredita que hoje é o grande dia


É novo por aqui?

Faça parte do TGI Today